Thursday, January 19, 2006

Soneto I

Neste soneto busco uma proeza
Eu tenho quatorze versos apenas
Para através dessas linhas pequenas
Descrever a tua aturdente beleza:

Olhos verdes da cor da natureza
Um rosto fino com formas amenas
Lábios grossos, palavras serenas
Corpo que junta perfeição e pureza

Mas é intocável o que é mais belo,
E faz-me querer-te tanto assim
É seu coração humilde e singelo

Que pode tornar-se um estopim
Pois sabes, topo qualquer duelo
Para tê-lo somente para mim

3 Comments:

Blogger Vitor Taveira said...

Esse foi minha primeira e única obra literária já publicada.
\o/
Saiu no livro "Fragmentos de Mim", coletânea de poemas de alunos do Sacre-Coeur, publicado em 2002.
Quatorze versos decassílabos, meu primeiro e único soneto.Por enquanto.

9:29 PM  
Blogger Billie Wonder said...

pokante! o bom e velho amor trazendo inspiração como sempre pra poesias =]

9:47 AM  
Blogger Thaize Dallapícola said...

Desde pequeno então?? rsrsrs

Eh, brotherzinho! Nem conta dos blogs novos neh!

Mas eu posto mesmo assim!! hehe

bjoooooooooo

=D

11:05 AM  

Post a Comment

<< Home